Tag: certificação

Secadores de cabelo podem causar problemas de audição?

Todos nós sabemos que um ruído alto, especialmente durante longos períodos de tempo, pode causar problemas de audição. No entanto, poucos sabem que a duração da exposição e a frequência com que essa exposição ocorre também desempenham um papel importante na perda auditiva.

Esses ruídos, chamados de poluição sonora, podem causar além de surdez, distúrbios no sono, estresse, ansiedade, falta de concentração, dores de cabeça, distúrbios digestivos e até aumento da agressividade.

Os níveis de ruído são medidos em decibéis (dB). Quanto mais alto o nível de decibéis, mais alto é o ruído. Sons com mais de 85 dB podem ser extremamente nocivos para a nossa audição.

Para um secador de cabelo, o som que ele produz, em média, se enquadra na categoria “Muito alto” da tabela da ASHA – American Speech-Language-Hearing Association, que identifica a quantidade de ruído (em decibéis) e o seu efeito em nós. Veja abaixo:

NÍVEIS DE RUÍDO (~ dB)

Concluímos que embora existam emissões sonoras mais altas, é importante estar ciente dos perigos envolvidos na exposição ao ruído dos secadores de cabelo, uma vez que é algo que a maioria das pessoas não identifica como alto, mas que pode causar danos a audição.

Como escolher o seu secador de cabelo?

Selo Ruído: O selo colorido classifica os decibéis de 1 (mais silencioso) a 5 (menos silencioso) e deve estar colado na embalagem para informar ao consumidor a potência sonora do produto.

Pensando na segurança dos consumidores, o Inmetro e o Ibama criaram o Selo Ruído, parte do Programa Silêncio, que tem como objetivo combater a poluição sonora do país, orientar o consumidor na hora de escolher eletrodomésticos mais silenciosos, estimular os fabricantes a produzirem produtos com níveis de ruídos cada vez menores e melhorar a saúde do cidadão.

Atualmente, o Selo deve ser encontrado em aspiradores de pó, secadores de cabelo e liquidificadores. Deve estar colado no produto ou em sua embalagem, para que na hora da compra, você possa escolher aquele que tenha o menor nível de potência sonora. Assim, fica fácil comparar os modelos e escolher qual o melhor para você.

Classificação dos níveis de Potência Sonora

Tabela A.E.I.2: Classificação do nível de potência sonorapara secadores de cabelo.

A BRICS Certificações atua como Organismo Certificador de Produtos (OCP) acreditado pelo Inmetro e concede aos fabricantes e importadores o Selo Ruído. A OCP lembra aos consumidores que, segundo a classificação do nível de potência sonora para secadores de cabelo, constante na Tabela A.E.I.2 da Portaria Inmetro 430/2012, para receber a melhor avaliação no Selo Ruído, o secador de cabelo não pode exceder 78 decibéis.

O Selo Ruído é só indicativo, não obriga a indústria a produzir aparelhos menos barulhentos. Mas com certeza, quanto melhor barulho, melhor para o usuário. Por isso, na próxima vez que estiver buscando um secador de cabelo, fique atento a embalagem do produto e confira esta informação.

Boas compras!
Faustino Júnior – LinkedIn: faustinojunior | Instagram: @admfaustinojunior
Administrador de Empresas, Auditor Líder ISO 9001/22000. Ajuda empresas e profissionais da qualidade a simplificarem seus processos, contribuindo com tecnologia e conteúdo.

Comentários são bem vindos. Não esqueça de compartilhar o conteúdo em suas redes sociais!

Massa de Modelar – Esclarecimento sobre a Portaria Inmetro nº 217/2020

De acordo com um ofício recebido neste último mês pela Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (ABRAC), o Inmetro deu instruções quanto a migração referente a massa de modelar, que deixa de pertencer ao escopo de artigo escolar e passa a ser considerada no escopo de brinquedo. As principais orientações quanto a migração seguem abaixo:

  1. Com a publicação da Portaria Inmetro nº 217/2020, complementar a Portaria Inmetro nº 563/2016, massas de modelar são consideradas brinquedo, em todas as suas versões.
  2. Hoje, com essa mudança, todos os modelos de massa de modelar são escopo da Portaria nº 563, ou seja, brinquedo. Destacamos, porém, que a obrigatoriedade de fabricantes nacionais e importadores de colocar no mercado nacional as massas de modelar – que foram inseridas no escopo de brinquedos com a Portaria nº 217/2020 – certificadas como brinquedo, começa a valer em 01 de janeiro de 2022.
  3. Durante esse período de transição, existem três possibilidades de atendimento à regulamentação para massa de modelar:
    • O fornecedor abrir um novo processo de certificação, dessa vez como brinquedo;
    • Enquanto não estiver vencido o primeiro prazo determinado pela Portaria nº 217 – 31 de dezembro de 2021, todas aquelas massas de modelar que estiverem sido produzidas após a publicação da Portaria, poderão estar no mercado sem a certificação e sem o Selo de Identificação do Inmetro;
    • O fornecedor usufruir da flexibilização até o fim de 2020, concedida com a publicação da Portaria Inmetro nº 111/2020, e sua complementar, Portaria Inmetro nº 225/2020, que aprova condições extraordinárias para a realização das atividades de avaliação da conformidade durante a pandemia do coronavírus (Covid-19) até 31 de dezembro de 2020, de acordo com o Art. 5º, parágrafos 3º e 4º.

4. Ressaltamos, ainda, que aquelas massas de modelar produzidas antes da data de publicação da Portaria nº 217, em 24 de junho de 2020, podem estar no mercado com o Selo e Registro de Artigo Escolar e no sistema Orquestra constará registro inativo (Portaria nº 258/2020), não necessitando mais de manutenção. Porém, novos registros para o produto massa de modelar não mais poderão ser concedidos como artigo escolar após a data de publicação da portaria supracitada.

Caso resida alguma dúvida sobre o tema, entre em contato conosco pelo número +55 (11) 2087-7051 ou pelo e-mail contato@brics-ocp.com.br.

Será um prazer atender você!

BRICS Certificações
Evoluindo Com Você!

Material Escolar: atenção aos riscos envolvidos

Nesses tempos de pandemia, temos observados os milhões de estudantes que assistem suas aulas e fazem seus deveres em casa, forçados pelo isolamento social imposto. E foram esses momentos de isolamento que nos levaram a observar com mais cuidado os materiais escolares utilizados por nossos filhos que, embora aparentem não oferecer riscos, são potencialmente perigosos quando não devidamente produzidos.

Vocês sabiam quantos riscos estão embutidos nas tampas das canetas que podem ser engolidas? E o que dizer então das tintas guache usadas nos trabalhos de artes? E como um simples estojo pode machucar nossos pequenos?

Foi pensando nesses riscos que o Inmetro definiu que os artigos escolares comercializados no país têm de atender a requisitos mínimos de segurança para o consumidor, tendo em vista que seus principais usuários são crianças. Foi definido na Portaria Inmetro nº 481/2010 quais são esses requisitos e como o consumidor pode saber se o produto que está adquirindo é ou não seguro para o uso.

Assim, recomendamos que os pais comprem apenas materiais escolares que contenham o Selo de segurança do INMETRO afixado na embalagem ou diretamente no produto; observem a faixa etária de indicação do produto, visto que o símbolo de restrição da faixa etária é importante para verificar se o material escolar é adequado a idade do seu filho; exijam sempre a nota fiscal, que é a comprovação de origem do produto; não comprem artigos escolares no mercado informal, visto que não há garantia de procedência e os produtos podem não atender às condições mínimas de segurança.

A BRICS Certificações atua como Organismo Certificador de Produtos (OCP) acreditado pelo Inmetro e desde 2013 já certificou milhares de produtos, garantindo qualidade e segurança para os consumidores brasileiros. O nosso Selo de Certificação de Segurança de Artigos Escolares garante que o produto passou por testes laboratoriais e está cumprindo todos os requisitos de segurança definidos nas normas aplicáveis.

Nas próximas compras, procure este selo:

Acompanhe também nossas publicações nas redes sociais e entenda como comprar produtos seguros.

BRICS Certificações, ajudando a garantir a segurança dos estudantes que são o futuro de nosso país!

 

Artigos Escolares: Publicada Portaria 237/2020

Cumprindo nosso compromisso de levar ao mercado informações precisas e confiáveis e manter seus parceiros, atuais e futuros, sempre bem informados, a BRICS Certificações comunica que foi publicada no site do Inmetro a Portaria Inmetro nº 237/2020, a qual faz alteração na Portaria Inmetro nº 481/2010. Apesar de simples, essa alteração fará que os custos de ensaios de vários itens sejam reduzidos. Confira a Portaria clicando aqui!

Informamos que já está disponível para download em nosso site a “Cartilha de Certificação de Artigos Escolares” revisada, trazendo em seu Item 5 os principais destaques apresentados pela Portaria 237/2020. Baixe a Cartilha gratuitamente aqui.

Caso resida alguma dúvida sobre o tema, entre em contato conosco pelo número +55 (11) 2087-7051 ou pelo email contato@brics-ocp.com.br.

Será um prazer atender você!

BRICS Certificações
Evoluindo Com Você!