1º de dezembro – dia mundial de combate a AIDS

O que é o Dia Mundial de Luta Contra a Aids?

Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembléia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas – ONU. A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/aids. A escolha dessa data seguiu critérios próprios das Nações Unidas. No Brasil, a data passou a ser adotada, a partir de 1988, por uma portaria assinada pelo Ministério da Saúde.

Por que o laço vermelho como símbolo?

O laço vermelho é visto como símbolo de solidariedade e de comprometimento na luta contra a aids. O projeto do laço foi criado, em 1991, pela Visual Aids, grupo de profissionais de arte, de New York, que queriam homenagear amigos e colegas que haviam morrido ou estavam morrendo de aids.

O que é a AIDS?

A aids é o estágio mais avançado da doença que ataca o sistema imunológico. A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, como também é chamada, é causada pelo HIV. Como esse vírus ataca as células de defesa do nosso corpo, o organismo fica mais vulnerável a diversas doenças, de um simples resfriado a infecções mais graves como tuberculose ou câncer. O próprio tratamento dessas doenças fica prejudicado.
Há alguns anos, receber o diagnóstico de aids era uma sentença de morte. Mas, hoje em dia, é possível ser soropositivo e viver com qualidade de vida. Basta tomar os medicamentos indicados e seguir corretamente as recomendações médicas.
Saber precocemente da doença é fundamental para aumentar ainda mais a sobrevida da pessoa. Por isso, o Ministério da Saúde recomenda fazer o teste sempre que passar por alguma situação de risco e usar sempre o preservativo.

USE CAMISINHA

Prevenir é a melhor melhor cura!

Brics a Certificadora que faz a diferença!

 

 

1º Concurso de Desenho

Com o intuito de promover, envolver, valorizar e inserir os filhos e enteados dos colaboradores da empresa no ambiente de trabalho dos pais, o 1º Concurso de Desenhos  fez parte da comemoração do dia das crianças na Brics Certificações, com os temas:  • Olimpíadas 2016 ; • Meu Planeta Terra ; • Meu Desenho Animado Preferido;

A criançada mostrou criatividade e originalidade nos desenhos.

Continuar lendo “1º Concurso de Desenho”

Selo ruído – Potência sonora

Você já ouviu falar do programa silencio?

O programa Silêncio foi criado pelo Inmetro e Ibama com o objetivo de combater a poluição sonora do país, assim criando o Selo Ruído que ajuda a orientar o consumidor na hora de escolher eletrodomésticos mais silenciosos, estimular os fabricantes a produzirem produtos com níveis de ruídos cada vez menores e melhorar a saúde do cidadão. Visando alcançá-lo, em 07/12/1994, foi estabelecido a Resolução Conama nº 20/94, instituindo a obrigatoriedade do uso do Selo Ruído em eletrodomésticos fabricados e importados e que gerem ruído no seu funcionamento. Continuar lendo “Selo ruído – Potência sonora”

1º Campanha do Agasalho Brics

Desapegue com solidariedade!

Durante o inverno, muitas pessoas e famílias sofrem com o frio sem ter como se aquecer. Pensando nisso estamos aceitando doações de Coberta, Agasalhos e Sapatos que serão distribuídos aos moradores de rua do Estado de São Paulo.

As roupas deverão ser entregues aqui na Brics no endereço: Rua doutor Ramos de Azevedo 159, sala 1802 – 18º andar, de segunda a sexta, das 08h às 17h, até o dia 29/julho/2016!

Vamos fazer a diferença!

Como certificar Artigos escolares

Artigos escolares fabricados e comercializados no Brasil são certificados compulsoriamente pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

Segundo a Portaria nº 481/2010, artigo escolar é:

“Qualquer objeto ou material, podendo ser produzido com motivos ou personagens infantis, projetado para uso por crianças menores de 14 anos, com ou sem funcionalidade lúdica, a ser utilizado no ambiente escolar e/ou em atividades educativas“.
Continuar lendo “Como certificar Artigos escolares”

Certificação de artigos de Festa

 Língua de sogra;  chapeuzinhos de aniversário descartáveis; máscaras descartáveis de papelão; colares luminosos ou de papelão;  pulseiras luminosas ou de papelão (inclusive pulseira-mola); viseiras; faixas de testa; e tiaras, itens aparentemente inocentes  que escondem riscos iminentes para adultos e principalmente, para crianças, dentre os quais se destaca a toxidade dos matérias que entram em contato com a pele ou saliva, riscos mecânicos e a presença de metais pesados nos produtos.

Para minimizar esses riscos a portaria nº545/Inmetro, publicada em 29/10/2012, determina que “qualquer objeto projetado e fabricado para ser usado quer seja em decoração, quer seja como utensílio ou recipiente para fins alimentícios, em festas nas quais participem crianças menores de 14 anos” deve ser certificados compulsoriamente.

Continuar lendo “Certificação de artigos de Festa”

A Importância da Certificação

Infográfico disponibilizado pelo SINMAC (Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo) nessa sexta feira, mostra dados de acidente de consumo ocorridos no ano de 2015. A família de produtos mais relatados são, Eletrodomésticos (21%), produtos infantis (27%) e utensílios domésticos (23%). Dentro dessas categorias os produtos mais comuns são, Brinquedos com 16% de acidentes, fogão 15% e carrinhos de bebê tendo 5% do total.
Ao fabricante/Importador: Esses relatos mostram o quanto é importante a certificação, pois este mecanismo prevê os possíveis riscos dando oportunidade ao fabricante de desenvolver um produto de segurança, conquistando a credibilidade dos consumidores.
Ao Consumidor: Lembre-se sempre de verificar se o produto está de acordo com as normas do INMETRO tendo um selo de confiança na embalagem, modo de usar e idade indicativa.

Dados disponíveis AQUI

 

 

Brinquedos só com selo do Inmetro

Segundo o anexo I da Portaria nº 108/2005, “Entende-se por brinquedo aquele produto destinado a ser utilizado com fins de jogo por crianças de idade inferior aos 14 anos”.

No mundo encantado dos brinquedos, as crianças desenvolvem sua imaginação, a coordenação motora, seus sentidos e instintos. Mas todo cuidado é pouco.

Os brinquedos não devem ter pontas ou extremidades cortantes e partes ou peças pequenas que possam se desprender com facilidade e provocar acidentes. Também não podem ser fabricados ou pintados com material tóxico, uma vez que as crianças costumam desmontá-los, colocando-os, geralmente, na boca, no nariz e nos ouvidos, aumentando a probabilidade de riscos de asfixia, inalação ou intoxicação por via oral, o que pode transformar os brinquedos em verdadeiras armadilhas se não forem bem projetados para a faixa etária a qual se destinam.

 

Continuar lendo “Brinquedos só com selo do Inmetro”